FAQ

Teoria da Poluição Atmosférica

Esta seção apresenta informações teóricas gerais sobre a poluição do ar para os leitores que desejam saber mais sobre a atuação da ARIA Technologies.

Poluentes e seus Efeitos

Os poluentes atmosféricos são dividos em duas categorias principais:

Os poluentes mais conhecidos são apresentados a seguir assim como também seus efeitos a saúde e ao meio ambiente.

NOx

Óxidos de Nitrogênio (NOx): Este termo agrupa o monóxido de nitrogênio (NO) e o dióxido de nitrogênio (NO2). O NO, principalmente emitido pela frota veicular, é gerado em reações de combustão. Este é em seguida oxidado em NO2 na atmosfera. A introdução de catalisadores desempenha uma redução nas emissões. Os óxidos de nitrogênio são irritantes ao sistema respiratório que podem prejudicar a função pulmonar. Estes dão origens a chuvas ácidas e formação do ozônio.

SO2

Dióxido de Enxofre (SO2): Este poluente, de origem principalmente industrial, é gerado em processos de combustão (óleo pesado, carvão, gasolina...). Ele é bastante irritante para as membranas mucosas e vias respiratórias. Pode causar edema pulmonar e bronquite. Também é responsável pela chuva ácida.

MP

Material Particulado: Os particulados são constituidas de partículas poluentes de composição diversa e tamanho entre 0,001 e 50 µm. Estas são o resultado na maior parte geradas da reunião na atmosfera de diversas fontes de poluição. Estas contêm substâncias tóxicas como metais pesados ou hidrocarbonetos. Somente partículas menores que 10 µm (PM10) permanecem em suspensão na atmosfera. Estas partículas pequenas (PM10) são emitidas principalmente pelos veículos a Diesel. Estas podem penetrar profundamente nos alvéolos pulmonares e causar problemas respiratórios, entre outros, e causar câncer. Sua deposição degrada materiais e bloqueiam a respiração das plantas.

O3

Ozônio (O3): Na estratosfera, ele permite o filtro da radiação UV. Na troposfera, este poluente secundário é formado devido a numerosas reações químicas e fotoquímicas com NO2 e hidrocarbonetos. É o poluente que excede os padrões na maioria das vezes, principalmente no verão devido a radiação solar mais intensa. O ozônio reage com NO para formar NO2, e é um poluente mais observado em zonas suburbanas. Ele provoca irritação das vias respiratórias e da mucosa ocular. Ele é responsável pelo smog nas cidades e participa ativamente do efeito estufa.

CO

Monóxido de Carbono (CO): Ele é gerado na combustão incompleta de combustíveis utilizados nos veículos. Existem altas concentrações de CO em locais cobertos (túneis, estacionamento, ...) onde os veículos circulam em número importante. Este se transforma em CO2 distante da fonte emissora. Em elevadas concentrações pode levar ao coma e depois à morte. Como os óxidos de nitrogênio e os hidrocarbonetos, este está envolvido na formação do ozônio troposférico.

CO2

Dióxido de Carbono (CO2): Este é o produto final de qualquer reação de combustão com produtos a base de carbono. Não é prejudicial ao seres humanos mas contribui para o aumento do efeito estufa.

COV

Compostos Orgânicos Voláteis (COV): Este termo inclui os hidrocarbonetos (HC), os solventes e alguns compostos orgânicos. Estes poleuntes são muito diversificados. Alguns dos hidrocarbonetos, os HAP (Hidrocarbonetos Aromáticos Policíclicos), tais como o Benzeno, são cancerígenos. Os hidrocarbonetos podem ser provenientes dos solventes, das pinturas e dos automóveis. Os HC participam do efeito estufa pela formação de CH4. Além disso, eles favorecem a formação do ozônio troposférico.

Pb

Chumbo (Pb): Em meio urbano, a poluição pelo chumbo se deve principalmente aos veículos movidos a combustível com chumbo, antes do advento de combustíveis sem chumbo que permitiram uma diminuição significativa nos níveis de chumbo na atmosfera. Ele provoca alterações na composição do sangue, interferindo na produção de hemoglobina. Em altos níveis, impede o funcionamento do sistema nervoso central.

HCl

Ácido Clorídrico (HCl): O ácido clorídrico é gerado principalmente devido a incineração de resíduos e em particular plásticos como o PVC. Participação na formação da chuva ácida.

PCDD & PCDF

Dioxinas and Furanos (PCDD/PCDF): As dibenzodioxinas policloradas e dibenzofuranos policlorados são produtos secundários de reações químicas com compostos contendo policlorofenóis (herbicidas, ...). As fontes principais são diversas: combustão (incineração de resíduos, de madeira, transporte viário, ...) industrias papeleiras ... As dioxinas e furanos se acumulam ao longo da cadeia alimentar (peixe, carne, leite, ...). A contaminação humana pela ingestão representa mais de 90% da exposição as dioxinas. Os PCDD/PCDF podem causar cloracne moderada a grave em seres humanos e podem causar alguns efeitos cancerígenos em alguns animais.

 

voltar para o topo