FAQ

Teoria da Poluição Atmosférica

Esta seção apresenta informações gerais e teóricas sobre a poluição atmosférica. Esta é destinada para o leitor que deseja aprender um pouco mais sobre o campo de atividades da ARIA Technologies.

A dispersão de poluentes


As concentrações de poluentes na atmosfera podem oscilar ao longo do tempo e do espaço como se segue:

Condições Meteorológicas


Condições meteorológicas possuem um importante papel na dispersão de poluentes atmosféricos.

  • Atmosfera Instável: Nesta condição, a dispersão de poluentes é mais efetiva. Esta situação ocorre devido ao forte aquecimento da superfície. Ocorre principalmente durante dias com ausência de vento.

  • Atmosfera Neutra: Esta condição permite a dispersão de poluentes. Esta corresponde a situações de ventos moderados ou de céu coberto. Tais situações são muito frequentes em zonas temperadas.

  • Atmosfera Estável: Esta condição dificulta o movimento de massas de ar. Esta é induzida por inversões térmicas próximo ao solo, limitando a dispersão de poluentes. Estas situações ocorrem principalmente à noite, com pouco vento.


  • Topografia Local


    A topografia de uma região pode influenciar a circulação de massas de ar. Por exemplo, montanhas e vales podem modificar a dispersão de poluentes.

    Em áreas costeiras, a noite, as massas de ar não se deslocam da mesma forma como durante o dia. De fato, durante o dia a brisa marítima transporta os poluentes para a costa. Mas à noite, este fenômeno se inverte já que o solo se esfria mais rápido do que o mar. A poluição é então transportada para o mar (figura 1).

    sea breezeland breeze






    Figura 1- Fenômeno de Brisa Costeira - Brisa Marítima durante o dia, e brisa Terrestre durante a noite.

     

     


    Nos vales, as massas de ar não se deslocam na mesma direção durante o dia e a noite. De fato, durante o dia ocorre o aquecimento do ar nas encostas e se cria uma corrente que sobe o vale. Os poluentes assim se dispersam mais facilmente. Já durante a noite, este fenômeno se inverte: o ar frio desce a montanha e se acumula no fundo do vale. A poluição emitida durante o dia é então retornada para o vale à noite. (Figura 2).

    sea breezeland breeze





    Figura 2 - Fenômeno de Brisa de Vale/Montanha - Movimento ascendente durante o dia e descendente durante a noite.

     

     

    Estrutura Térmica da Atmosfera


    A estrutura vertical de temperatura da Troposfera pode variar durante os dias e horas.

    Em situação normal de difusão, a temperatura diminui com a altitude. A estrutura térmica da atmosfera não retarda a difusão de poluentes. (Figura 3).

    normal diffusion


    Figure 3 - Situação Normal de Difusão

     

     

     

     


    s vezes, a partir de uma certa altura, a temperatura pode aumentar com a altitude. Ocorre então uma inversão térmica: uma camada de ar quente se encontra acima de uma camada de ar mais fria. O ar poluído, que se dispersa para cima na condição normal, é assim bloqueado por esta camada de ar mais quente que atua como uma tampa térmica. (Figura 4).

    normal diffusion


    Figure 4 - Inversão Térmica

     

     

     

     


    Este fenômeno contribui para a poluição local e pode levar a formação de uma camada de poluição urbana. Ela ocorre em condições meteorológicas particulares: de manhã cedo, depois de uma noite de céu claro e sem vento, no inverno, em condições anticiclônicas.

     

    voltar para o topo