Industrial Impact

Risk Assessment

Urban & Regional
Air Pollution

Indústria


ARIA Technologies trabalha com diversos clientes industriais através da análise do problema de poluição atmosférica: caracterização dos resíduos, estudo das emissões e das concentrações no ar, proposição de reduções de emissões atmosféricas.

  • Objetivos
  • Software, sistemas e serviços
  • Parceiros

Avaliação do impacto de fontes industriais, existentes ou previstas, no meio ambiente atmosférico.

Consultoria no dimensionamento de chaminés para respeitar os padrões da qualidade de ar.

Cálculo da probabilidade de aparição de nuvens de água condensada que podem gerar nocividade visual ou o fenômeno de regelo.

Avaliação da contribuição das emissões a partir de uma zona em um contexto industrial denso e conselho de medidas limitantes de poluição atmosférica.

Monitoramento em tempo real das emissões a partir de um sistema de modelagem de qualidade do ar.

Consultoria sobre a integração de instalações industriais em seu ambiente natural.

A perícia da ARIA Technologies é baseada na complementaridade de duas abordagens: a concepção e desenvolvimento de sistemas de simulação computacionais; realização de estudos de consultoria.

  • Ferramentas de modelagem: ARIA Impact, ARIA Industry, ARIA Local

  • Sistemas Globais: ARIA View, ARIA Regional

  • Pesquisa e consultoria, serviços de apoio, treinamento

  • Integração de serviços nos sistemas de informações globais

Para responder eficazmente as necessidades da indústria, ARIA Technologies está trabalhando estreitamente com os seguintes parceiros:

Nossos parceiros tecnológicos
  • Environnement SA: Environnement S.A é uma das principais empresas internacionais de instrumentação para análise e medição ambiental. ARIA Technologies e Environnement SA trabalham em estreita colaboração para as indústrias de forma a fornecer uma gama completa de serviços para o monitoramento da qualidade do ar e monitoramento das emissões industriais. Para mais informações, visite o site.

Nossos parceiros de valor agregado
  • CAP Environnement: Empresa de estudos independentes especializada em ambiente atmosférico (qualidade do ar, odores, ruído, campos eletromagnéticos,...). CAP Environnement e ARIA Technologies trabalham para industrias, escritúrios de consultorias, grupos locais e regionais, bem como setores de governo descentralizados, para atender todos os seus problemas. Para maiores informações, visite o site.

  • CAREPS: CAREPS é um escritúrio de consultoria aplicada ao setor sanitário e social desde 1981. ARIA Technologies e CAREPS trabalham juntos para realizar estudos de riscos sanitários completos. Para mais informações, visite o site.

  • TERA Environnement: TERA Environnement é uma empresa criada em 2001, originado de um laboratúrio de pesquisa da Universidade Joseph Fourrier de Grenoble, especializado em análises de contaminantes químicos. ARIA Technologies trabalha com TERA Environnement em suas necessidades de análises fisico-químicas. Para mais informações, visite o site.

 

Inventário de emissões para as zonas industriais

heating of plumes


Os inventários de emissão industriais consistem em avaliar as características do conjunto das fontes poluentes (gás, partículas, odores...) de uma zona industrial: fontes pontuais (chaminés), emissões difusas (evaporação de lagoas, tanques de armazenamento...) ou fugitivas (vazamentos). Apoia-se na interpretação de medições in situ, assim como no balanço de massa das instalações.




Sistemas de Informações Ambientais (SIE)


Estes sistemas permitem o registro de medições contínuas proveniente de sensores de uma base de dados, a análise dessas medições e a apresentação da síntese (índices ambientais). A inserção nesses sistemas de uma ferramenta de modelagem do impacto das emissões permite considerar um auto monitoramento ativo dento do qual as emissões são ajustadas de acordo com o impacto previsto. A equipe da ARIA Technologies pode intervir também em nível de concepção de sistemas completos para a integração de um modulo de modelagem em um sistema existente.

Inventário coorporativo de Gases de Efeito Estufa (GEE)

heating of plumes


A ARIA do Brasil realiza estudos de Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa, com a metodologia preconizada pelo Programa Brasileiro GHG Protocol.

A elaboração de inventários é o primeiro passo para que uma instituição ou empresa possa contribuir para o combate às mudanças climáticas, fenômeno crítico que aflige a humanidade neste início de século.

O mercado globalizado exige cada vez mais das empresas boas condutas em termos de desempenho em sustentabilidade, e a boa gestão de emissões de GEE é um dos principais aspectos cobrados nas transações internacionais.

Conhecendo o perfil das emissões, a partir do diagnóstico garantido pelo inventário, qualquer organização pode dar o passo seguinte: o de estabelecer estratégias, planos e metas para redução e gestão das emissões de gases de efeito estufa, engajando-se na solução desse enorme desafio para a sustentabilidade global (Programa Brasileiro GHG Protocol).

Os inventários corporativos servem de base para a identificação de oportunidades de melhoria e desempenho da empresa a partir de sistemas de comparação das emissões decorrentes da realização de processos e da geração de produtos.



Gestão de campanhas de medição in situ

onsite field experiments

A gestão de uma campanha de medições é cada vez mais frequentemente usada como técnicas de modelagem. Se deve medir no local e no momento certo e em condições meteorolúgicas representativas.

A gestão de uma campanha de medições é cada vez mais frequentemente usada como técnicas de modelagem. Se deve medir no local e no momento certo e em condições meteorolúgicas representativas.

Avaliação do impacto das fontes industriais

map


Todos os setores industriais são interessados pelos estudos de impacto das zonas de produção na qualidade do ar. Isto pode incluir a modelagem do impacto em longo prazo das emissões atmosféricas de uma instalação isolada, destinada a comparar as concentrações calculadas aos limites legais (média anual, percentil,...), e igualmente do estudo das contribuições respectivas de vários emissores industriais e urbanos. Estes estudos comtemplam, principalmente, a determinação das quantidades máximas emitidas e das condições ideais de emissão (natureza do gás, dimensionamento de chaminés, velocidade e temperatura de saída), levando em consideração as condições meteorolúgicas observadas.

O estudo aprofundado de situações particulares pode ser necessário: impacto de rejeitos de gás mais pesados que o ar, situações de vento fraco, efeito da topografia ou das brisas marinhas, plumas úmidas que podem provocar dificuldades visuais ou riscos de regelo.

Avaliar o impacto da nocividade dos odores

map


O Decreto de 22 de Abril de 2008 estabelece requisitos técnicos que devem ser cumpridos pelas instalações de compostagem ou de estabilização biológica aeróbica submetida à autorização.

O artigo 26 deste decreto especifica que os operadores das instalações existentes são obrigados a estabelecer a lista das principais fontes odorantes, continuas ou descontinuas. Uma vez a lista e as características estabelecidas, os operadores devem realizar um estudo de dispersão para verificar o cumprimento do objetivo da qualidade do ar. Além disso, se o limite de 5 UOE/m3 não é atendido, o operador deve fazer as melhorias necessárias para atender a esse objetivo.

A circular de aplicação de 6 de Março de 2009 especifica os diferentes artigos do decreto.

A partir da experiência em modelagem de poluição gasosa que ARIA Technologies desenvolveu sua habilidade em modelagem da poluição de olfativa, levando em consideração as especificidades das emissões odorantes: Emissões de plumas odorantes, consideração indispensável dos períodos críticos de vento fraco, (...).

É difícil relacionar as emissões de odorantes e o incômodo causado. Inúmeros fatores devem ser levados em consideração:

Os modelos numéricos levam em consideração de maneira mais, ou menos, simplificada esse conjunto de parâmetros. A modelagem é a única técnica acessível que admiti a ligação das emissões e o incômodo, e, portanto, prevê o incômodo esperado durante o desenvolvimento da area industrial, das condições meteorolúgicas particulares ou ainda de alterações do ambiente.

ARIA Technologies oferece seus modelos, tanto em modo diagnústico, para ajudar a compreender a origem dos danos, ou em modo de previsão, para testar, avaliar e dimensionar o desenvolvimento do site. .

Nossos especialistas oferecem, com ou sem parceria de outras empresas, estudos de peritos ou consultoria ou ferramentas de monitoramento on-line das emissões para atender as demandas dos clientes em cumprir as exigências regulamentares.

Avaliação dos riscos sanitários

A avaliação dos riscos sanitários permite a partir do estudo de impacto de uma zona industrial, determinar os riscos sanitários implicados através da população vizinha à instalação.

ARIA Technologies realiza o componente aéreo da avaliação dos riscos sanitários e determina desse modo as doses nas quais a população adjacente será exposta. Seja por inalação (modelagem com o software ARIA), e/ou por ingestão (transferência dentro da cadeia alimentar). Isso permitirá de caracterizar os riscos sanitários. .

Avaliação do potencial eúlico

onsite field experiments

Os parques eúlicos representam um investimento consistente para o qual a incerteza principal é representada pela estimativa do potencial eólico. ARIA Technologies analisou as técnicas utilizando simultaneamente os dados de medição durante alguns meses, as características geográficas do site, e as análises meteorológicas de grande escala (Centro Meteorológico Europeu) disponíveis para um período de dez anos. Essas ferramentas permitiu otimizar a disposição do parque eólico e de abordar os problemas de disponibilidade de produção de energia e variabilidade. .

Qualidade do Ar Interior

onsite field experiments


Os estudos da poluição interior analisam, por exemplo, o risco associado a um determinado processo em um escritório (sistema de ventilação, configuração das instalações). A disposição dos sensores de alertas dentro de uma planta de usina pode ser otimizada. ARIA Technologies estuda também a eficácia de uma sala limpa, ou o dimensionamento de sistemas de confinamento para aplicações especiais (hospitais, centros nucleares, submarinos).

voltar para o topo