FAQ

Teoria da Poluição Atmosférica

Esta seção apresenta uma informação geral e teórica sobre a poluição do ar: definições, normas, consequências sobre o ambiente e a saúde.

Definições & Glossário

Cada país tem leis e normas ambientais específicas. Embora algumas definições muito específicas variam, os conceitos básicos são compartilhados por todos. As definições a seguir são aquelas utilizadas atualmente na França e na União Européia.

Poluição Atmosférica: O homem introduz, direta ou indiretamente, substâncias na atmosfera. Os efeitos são geralmente muito importantes sobre a natureza e o homem dessa forma coloca em risco sua própria saúde, recursos naturais do planeta, os ecossistemas e assim impacta ou interfere no meio ambiente.

Ar ambiente: Ar ambiente na troposfera excluindo ambientes de trabalho. É o ar que respiramos.

Poluente: Substâncias introduzidas no ar ambiente que resultam em efeitos nocivos a saúde humana e ao meio ambiente.

Nível: Concentração de um poluente no ar ambiente ou sua deposição na superfície num dado momento.

Avaliação: Qualquer método utilizado para medir, calcular, prever ou estimar o nível de um poluente no ar ambiente.

Objetivos de qualidade: Um nível de concentração de poluentes na atmosfera determinado com base em conhecimentos científicos, a fim de evitar, previnir ou reduzir os efeitos nocivos destas substâncias a saúde humana e ao meio ambiente, a ser alançado em um determinado período.

Valor limite: A concentração máxima de poluentes na atmosfera definida com base no conhecimento científico, a fim de evitar, prevenir ou reduzir os efeitos nocivos destas substâncias a saúde humana e ao meio ambiente.

Limiar de Alerta: Um nível de concentração de poluentes na atmosfera acima do qual uma exposição de curta duração representa um risco para a saúde humana ou degradação ambiental, e para o qual medidas de emergência devem ser tomadas.

Os Efeitos em Diferentes Escalas

As principais fontes de poluição atmosférica antropogênica são as industrias, o tráfego veicular e atividades domésticas.

Escala Urbana

A poluição afeta principalmente a saúde humana. De fato, a exposição a diversas substâncias indesejáveis simultaneamente aumenta seus efeitos nocivos. A poluição urbana deteriora também as construções pela deterioração por corrosão e incrustação.

Escala Regional

Chuva Ácida: As chuvas ácidas ocorrem devido à geração dos ácidos nítrico e sulfúrico formados pela combinação da água da chuva com óxidos de nitrogênio e enxofre. Estes poluentes são provenientes de emissões nas áreas urbanas. A chuva ácida é uma das causas do desaparecimento de lagos e florestas devido a deposição ácida (seca e úmida).

Poluição Fotoquímica ou Smog: É resultado principalmente das emissões veiculares. Óxidos de nitrogênio, monóxido de carbono e compostos orgânicos voláteis (COV) são a origem da formação do ozônio troposférico (ozônio da superfície ou "ozônio ruim") e do PAN (Peroxiacetilnitrato). Existe a formação da névoa ou smog quando as concentrações de ozônio no ar ambiente são elevadas.

Escala Planetária

Camada de Ozônio: A destruição da camada de ozônio estratosférico resulta da ação do cloro e bromo presente em gases resultantes de atividades domésticas. A diminuição da camada de ozônio "ozônio bom" pode gerar patologias como o câncer de pele já que os raios UV são menos filtrados pela camada degradada.

Efeito Estufa é ocasionado pelo acúmulo de certos gases, o que provoca um aquecimento da atmosfera. Este é um fenômeno natural, sendo que uma acumulação excessiva desses gases pode causar mudanças climáticas significativas.

Links para outros sites

Para mais informações, segue abaixo uma lista maior de sites de referência.

Sites Franceses

ADEME: http://www.ademe.fr/

AIRPARIF: http://www.airparif.asso.fr/

CITEPA: http://www.citepa.org/

INERIS: http://www.ineris.fr/

French Ministry of Environment (MEDDTL): http://www.developpement-durable.gouv.fr/

Sites Ingleses

US-EPA: http://www.epa.gov/

 

 

voltar para o topo