ARIA Impact

ARIA Risk

ARIA Industry

ARIA Local
ARIA Wind

ARIA Regional

ARIA View

ARIA Local

ARIA Local


ARIA Local modela condições de poluição do ar em escala muito pequenas em ambientes industriais e urbanos para emissões contínuas ou acidentais levando em conta dados detalhados de obstáculos (edificações, topografia...). O software também pode ser utilizado para aplicações micro meteorológicas como plantas de energia eólica, trabalhos de construção ou avaliação de qualidade de ar interior.

ARIA Local é baseado em um modelo CFD (Computational Fluid Dynamics) dedicado ao ambiente atmosférico, de modelagem de escoamento, da turbulência e dispersão atmosférica.

 

  • Aplicações
  • Pontos Fortes
  • Clientes

Dispersão em pequena escala com obstáculos

  • Modelagem precisa de escoamento de fluidos para diferentes aplicações: estudo dos efeitos do vento em estruturas, avaliação em micro regiões do potencial eólico ("OUTDOOR"), perfilamento do escoamento em ambientes fechados ("INDOOR");

  • Simulando a maioria dos fenômenos físicos da atmosfera que ocorrem em escala local (levando em consideração a camada limite atmosférica, o modelo específico de turbulência, microfísica da água,...);

  • Calculando, para diferentes tipos de fontes (instantâneas ou contínuas; pontual, área ou volumétrica), a dispersão de poluentes gasosos densos ou leves, de várias fontes (tráfego veicular, industrial, perigosos, etc.).

  • Fornece uma modelagem CFD completa aplicada a física atmosférica (testada, validada, conforme a normas de Segurança de Qualidade). Este é particularmente bem adaptado para processar emissões atmosféricas em pequenas escalas e também possui diferentes tipos de fechamento de turbulência;

  • Possui diversos pré e pós processadores;

  • Oferece coordenadas cartesianas ou curvilíneas ("terrain following") em grades estruturadas ou não;

  • Permite cálculos estacionários ou transientes de pequena escala (de poucos metros a poucos km) pela integração das formas de superfície e as edificações presentes na região;

  • Configura a microfísica aquosa com base na regra de KESSLER (condensação, re-evaporação, auto-conversão, captura);

  • Facilita a condução de diversos tipos de estudos, como análise de impacto na qualidade do ar de novas estruturas ou de novos assentamentos urbanos (periferias, estádios, ruas...), estudos para o setor de defesa (lancamento de mísseis, definição de áreas de proteção...) ou análise de circulação de ar interior (ventilação em edifícios...).

SGN AREVA; CNES CSG; GDF; AREVA; QUT ; Laboratoire d'Aéronomie CNRS (Jussieu) et le LMD (Rue d'ULM) ; Laboratoire de Mécanique des Fluides de l'Ecole Centrale de Lyon ; ENEA (Rome, homologue du CEA Italien) ; SGN (COGEMA) ; SAIC ; IRSN FONTENAY ; CEA CADARACHE ; DGA-CEB ; ITALECO ; CEREA (ENPC); CNRS ; AIRPARIF ; JANUS ; VILLE DE PARIS ; QUEENSLAND UNIVERSITY OF TECHNOLOGY (QUT, Laboratoire du ILAQH) ; GIVAUDAN - Genèves

 

 

Dados de Input

aquaduct photo

viaduct model


Escala Espacial: De 100 m a 5 km, incluindo obstáculos numa grade 3D, assim como a topografia.

Input de dados Meteorológicos: Define um conjunto de estudos de casos.

Input de dados de Emissão: Descrição dos poluentes emitidos em 3D (fluxo, velocidade, turbulência, composição, temperatura). Compatível com EMITRA para calcular as emissões devido ao tráfego e ATRCOD para avaliar o termo fonte em um caso de emissão acidental.

Modelagem

ARIA Impact screenshot


Modelo Meteorológico:

Solução completa das equações de Navier-Stockes.

Modelo de Dispersão:

Modelo de disperão Euleriano MERCURE, SATURNE ou GEDEON acoplados a turbulência do escoamento.

Considera os problemas de jatos e deposição gravitacional de partículas.

 

voltar ao topo